Doenças

Disfunção Erétil (DE)

casal

É a incapacidade de obter e/ou manter uma ereção rígida suficiente para uma atividade sexual satisfatória.

Pode ser classificada como:

Orgânica: devido a anormalidades ou lesões vasculares (obstrução das artérias penianas - aterosclerose ou traumática), neurológicas (qualquer alteração nos centros de erecção cerebral – AVC, Parkinson; na medula espinhal – trauma raquimedular, tumores; ou nos nervos periféricos – cirurgias da próstata, fratura de bacia, diabetes- neuropatia do nervo pudendo), hormonais (diminuição da testosterona, aumento de níveis estrogênicos ou distúrbios da tireoide e glândula pineal), dos corpos cavernosos (veno-oclusiva por diminuição das fibras musculares e elásticas do corpo cavernoso, com aumento de fibras colágenas) e medicamentosa (ansiolíticos, antidepressivos, antipsicóticos, anti hipertensivos e antiandrogênicos) .

Psicogênica: devido a inibição central do mecanismo da ereção, sem causas físicas. Pode ser primaria (quando a queixa ocorre desde o inicio da atividade sexual) e secundária (quando ocorre depois de um período de normalidade) É a ansiedade de desempenho a causa mais freqüente.

Mista: devido à combinação de fatores orgânicos e psicogênicos.

Avaliação do homem com DE

Objetivo é tentar distinguir a DE de origem psicogênica (ocorre mais em jovens), orgânica (pessoas mais idosas) ou mista.
Obter informações sobre a situação sexual, psico- social e médica e a existência de fatores de risco para a DE.
Obter relatos sobre a qualidade, freqüência e duração das ereções e a presença de ereções noturnas.

Geral: Pressão arterial, pulsos periféricos, estado nutricional, ginecomastia, distribuição adiposa, presença dos caracteres sexuais secundários, etc.
Específico: exame minucioso da genitália externa (testículos e pênis)

  Dosagens hormonais
  Glicemia
  Colesterol e Frações
Outros à critério do médico.

Questionário auto-aplicável com 15 questões que avaliam os 5 domínios da sexualidade masculina.

Objetivo: Avaliar as condições circulatórias e a integridade dos corpos covernosos.
TEFI – aplicação de drogas vaso-ativas que promovem a ereção (papaverina, prostaglandina, fentolamina).
Ecodoppler – estudo da integridade das artérias penianas.

Objetivo: Avaliar e quantificar os graus de lesões somato – sensitivas que afetam os mecanismos neurológicos da ereção.
Eletromiografia.

Entrevista semi- estruturada com o homem e sua parceira sexual.
Uso de inventários sobre o comportamento sexual (para o homem e sua parceira sexual)
Testes psicológicos de personalidade.

Idade, Tabagismo, Obesidade, hipertensão, Sedentarismo, HDL baixo

Alteração dos fatores de risco modificáveis

  • Fumantes com sintomas de DE devem ser encorajados a deixar o hábito de fumar;
  • Incentivo à atividade física;
  • Controle de peso corpóreo;
  • Controle eficiente da HÁ e do diabetes;

Educação e Aconselhamento Sexual

  • DE é frequentemente o resultado de ansiedade, depressão e perda da auto- estima e auto- confiança
  • Desconhecimento da sexualidade por falta de informação e educação inadequada.

O tratamento de primeira linha consiste em usar drogas vaso ativas ou Psicoterapia; segunda linha injeção intra cavernosa e ou bomba a vácuo e, terceira linha implante de próteses penianas.

Reposição hormonal adequada, quando sintomas e exames laboratoriais alterados estiverem presentes.

Preferência por reposição intra muscular (durateston, deposterom , nebido), ou transdérmica. Reposição por via oral pode causar problemas hepáticos.

CIALIS – TADALAFILA

  • Comprimidos de 05 e 20 mg.
  • Janela de oportunidade de 36 horas. Dose inicial de 30 minutos a 1 hora antes da relação longe das refeições.
  • Efeitos colaterais: cefaléia, rinite, rubor e dor muscular.

LEVITRA - VARDELAFILA

  • Comprimidos de 05 , 10 e 20 mg.
    Janela de oportunidades de 10 hs iniciar de 30 minutos a 1 hora antes da relação – longe das refeições.
  • Efeitos colaterais: Cefaléia, rinite, rubor.

VIAGRA (Citrato de Sildenafil)

  • Comprimidos de 25, 50 e 100 mg.
  • Janela de oportunidade de 4 - 6 horas.
  • Administração 1 hora antes da relação sexual e longe das refeições
  • Efeitos colaterais: Cefaléia, rinite e rubor.

HELLEVA IODENAFILA

  • - Comprimidos de 40, 80 e3 160 mg.
    Iniciar de 30 minutos a 1 hora antes da relação.
    Efeito po0de durar 18 hs
Imagem do tratamento com vácuo

Manutenção do tratamento em 34 % dos pacientes e destes, - 98% estão satisfeitos, bem com 85% das parceiras.

imagem do tratamento com drogas intracavernosas

Com treinamento adequado tem baixo risco de priapismo (erecção prolongada, e fibrose do corpo cavernoso) sucesso de 95%.
Drogas de uso intracavernoso.

  • Papaverina
  • Papaverina + Fentolamina
  • Prostaglandina
  • Prostaglandina + Fentolamina + papaverina
  • Prostaglandina + Clorpromazina

Objetivo é Dar rigidez ao pênis com o intuito de permitir o coito, não interferindo na libido, orgasmos e ejaculação.
Esta indicada quando os tratamentos clinicos não estão satisfazendo ou não estão sendo eficazes

imagem do Implante Peniano Semi rígido

Possuem uma haste metálica que permite dobrar o implante mantendo- o na posição desejada

imagem da próteses de 2 volumes

Próteses de 2 volumes

imagem da próteses de 3 volumes

Prótese de 3 volumes

Cilindros que se enchem e se esvaziam quando acionado um mecanismo que transfere líquido de um reservatório para o implante e vice- versa.

Conclusões

A probabilidade de DE aumenta com a idade, porém não é uma conseqüência inevitável da idade.

A relutância dos pacientes e dos médicos em discutir os problemas sexuais contribuem para o sub-diagnóstico.

A maioria dos casos de DE podem ser tratados com sucesso, com terapia adequadamente selecionada.

O diagnóstico e o tratamento da DE devem ser específicos e corresponder ás necessidades individuais de cada paciente.

Os desejos e as expectativas, tanto do paciente quanto da sua parceira, devem ser levados em consideração para a escolha da terapia mais adequada.

Atendimento


Atendimento de Urgência - Sem Hora Marcada

Envie seus exames

 

Contato

  Consultório - (19) 3437.2511

  Urgência - (19) 3433.4243

  Rua Silva Jardim, 1786 . 2º andar
  [+] Mapa de localização

Centro de Reprodução Humana de Piracicaba

© 2013 - Todos os direitos reservados. IUP Instituto de Urologia de Piracicaba
Desenvolvimento: NPP! Propaganda